Segunda noite da Novena de Santa Rita de Cássia - 2017

TEMA: “Com Santa Rita de Cássia e Nossa Senhora Aparecida, queremos reaprender a amar como Jesus” 

A Celebração Eucarística da segunda noite da Novena em Honra a Santa Rita de Cássia foi presidida, neste domingo(14/05/17), pelo Padre Claudemir da Rocha Lima, vigário paroquial do Santuário São Judas Tadeu e concelebrada pelo Padre Sérgio Coldebella, pároco da paróquia Santa Rita de Cássia. O Lema desta noite foi:  “Que Santa Rita e a mãe Aparecida fortaleçam e abençoem nossas mães”. A Liturgia foi conduzida pela Comunidade Nossa Senhora Aparecida. Acolhida e Terço:  PASTORAL DA ACOLHIDA DA MATRIZ SANTA RITA 

Reflexão: A primeira leitura nos apresenta um primeiro conflito na comunidade. Como os bens eram postos em comum, a comunidade devia encarregar-se dos mais pobres e fracos, dos que não podiam trabalhar ou não tinham quem os assistisse. A comunidade, presidida pelos apóstolos e animada pelo Espírito Santo, encontrou uma solução muito sábia: encarregar este ofício a sete pessoas cheias do Espírito Santo, para que os apóstolos, livres dessa preocupação, pudessem dedicar-se plenamente à tarefa da pregação do Evangelho e à oração. Na segunda leitura Pedro usa a imagem da Igreja como templo de Deus, construído não com pedras inertes e pesadas, mas com pedras vivas que somos todos nós, os batizados. Construção cujo alicerce é o próprio Jesus, pedra rejeitada pelos construtores, mas escolhida pelo Pai, como a pedra angular.  O Evangelho nos apresenta Jesus como o Caminho, a Verdade e a Vida. Ele revelou isso em um momento muito delicado, durante a última ceia, horas antes de morrer. Ao alertar para tudo o que ele teria que passar (a traição de Judas, a negação de Pedro), os discípulos sentiram-se perturbados. Este quadro é o espelho de qualquer comunidade cristã, quando, entre tantos sinais de morte (traições, abandono, mentiras, perseguições, violência, desunião), experimenta um clima de perplexidade, desânimo, falta de clareza no caminho a ser seguido. Neste contexto, Jesus encoraja os seus discípulos e a nós, hoje, dizendo: “Não percam a calma! Vocês têm fé em Deus, tenham fé em Mim também. Deus tem um espaço reservado para cada um”. Jesus é o Caminho, é por meio dele que se chega ao Pai. 

Ao Final da Santa Missa, momento de homenagem e benção a todas as Mães presente. Após o sorteio de prêmios, o Padre Sérgio Coldebella e o Padre Claudemir concluiram com a benção final e convidou os fiéis para participarem de um delicioso Sobá. 

  Fotos: João Batista/PASCOM

Após a Missa os fiéis soborearam um delicioso Sobá