DOMINGO DE RAMOS E DA PAIXÃO DO SENHOR

PAIXÃO E MORTE DE JESUS: VIDA FEITA DOM E SERVIÇO

 

A Santa Missa deste domingo, 14/04/19, iniciou às 18h30, em frente à casa do Sr. Miguel da Dona Maria, no Bairro Jardim das Perdizes, após a benção dos ramos, os fiéis com seus ramos foram em procissão até a Igreja Jesus Bom Pastor. A Santa Missa foi presidida pelo Padre Vitório, vigário paroquial da paróquia Santa Rita de Cássia.  

Reflexão: O Domingo de Ramos, também chamado de Domingo da Paixão do Senhor, prepara-nos para toda a Semana Santa. A liturgia da Palavra procura mostrar a vida de Jesus junto do povo, ora louvado e exaltado, ora rejeitado e criticado. No entanto, permanece sereno diante das controvérsias, mostrando que o amor está acima de tudo, seja dos louvores, seja das rejeições. Continuamos, junto com as primeiras comunidades cristãs, a ler o relato do Servo Sofredor da profecia de Isaías, na perspectiva do Cristo Sofredor e perseverante no cumprimento da vontade do Pai. O que faz o Servo perseverar é sua vocação, o chamado a ser sinal de Deus no meio do povo, como fez Jesus. Diante de um julgamento complicado e injusto, Jesus é apresentado como o pior dos bandidos. Diante de todos os sofrimentos, o que mais o desafia é a incompreensão que parte das lideranças e o domínio dessas sobre o povo. Se olharmos bem, não foi assim em toda a história da salvação? Quantas vezes a dureza do deserto não levou o povo a murmurar e se rebelar contra Deus! Mas Deus não desiste. A nova e eterna Aliança jorra como fonte de água viva do coração de Cristo, mesmo diante das incompreensões, flagelações, gritos e blasfêmias. Jesus não apenas faz o bem, mas assumiu a causa de nossa redenção até o fim.

Fotos: João Batista / PASCOM SANTA RITA