Paróquia Santa Rita de Cássia - Campo Grande-MS.

OITAVÁRIO DA EPIFANIA

Ø     Histórico

No seminário da Propaganda Fide, Pallotti conviveu com pessoas de varias nacionalidades, pois os que aí estudavam eram oriundos dos países de missão. Todos traziam consigo sua nacionalidade, cultura, historia, o jeito de ser cristão do seu país. E assim surge a oportunidade de assistir às solenidades religiosas celebradas em diversos ritos.

A primeira festa aconteceu na igreja do Espírito Santo, de 6 a 13 de janeiro de 1836. Nela se realizavam celebrações com sermões em varias línguas e várias bênçãos. A celebração partia do seguinte pressuposto: da mesma forma que os magos foram chamados a adorar o menino Jesus, todos são convidados a adorar o Deus feito homem, do seu jeito, conforme sua cultura, unindo assim toda Igreja ao redor do Deus menino[1].

O oitavário expressa um importante aspecto do ser palotino, a unidade do cristão. Pallotti tinha o desejo de que esta festa fosse realizada em todo mundo.

Ø     O significado para a UAC[2](União do Apostolado Católico)

O Oitavário da Epifania tem sido para a UAC, uma oportunidade de celebrar a unidade com a igreja local e os paroquianos, líderes de pastorais e comunidades. Pallotti, por sua vez, como dizia Dom Pedro Fedalto em sua prédica na celebração conclusiva, queria com esse oitavário resgatar a unidade, a diversidade e a paz. Sejam também esses os frutos em todas as paroquias que a celebraram.

Que essa experiência possa se refletir em toda Igreja que, vivendo a unidade e respeitando a diversidade, todos possam, como consequência, colher a paz. Que cada um possa retomar a estrada de Belém, assim como os reis magos, deixem-se conduzir pela estrela interior que brilha em seu coração e, ao encontrar essa criança tão frágil e pobre, se necessario também mudem de caminho!

Ø   No Brasil

No Brasil, a celebração do Oitavário aconteceu pela primeira vez em janeiro de 2004, em Manaus (AM), por iniciativa de uma leiga apaixonada pelo carisma palotino, Dayse da Conceição, que contagiou outras pessoas com seu entusiasmo. Essa grande festa passou, então, a ser realizada também em outros lugares.

A partir de 2007 também realizamos o Oitavário em Campo Grande – MS, com a organização dos membros da UAC da paróquia São Judas Tadeu. Em 2011, o Oitavário da Epifania foi interparoquial, envolvendo as Paróquias São Judas Tadeu, Santa Rita de Cássia e Divino Espírito Santo e foi movido e motivado pela criação da Paróquia São Martinho de Lima. Em 2013, será realizado nas  Paróquias Santa Rita de Cássia, Divino Espírito Santo e São Martinho de Lima ao mesmo tempo.

Ø     Proposta para Campo Grande em 2013

Ø  TEMA: Protagonismo jovem no ano da fé.

Em 2013 realizaremos o sétimo Oitavário da Epifania em Campo Grande. Como nos anos anteriores o grande objetivo destas celebrações é adorar o Deus feito homem, cada qual do seu jeito, conforme sua cultura, unindo assim toda igreja ao redor do Deus Menino. Assim estaremos realizando uma parte do sonho de Pallotti, que esta festa seja realizada em todo mundo.

Neste ano será dado ênfase aos atos ligados a juventude e ao ano da fé que celebramos, não esquecendo do ano jubilar de canonização de São Vicente Pallotti.

DATA

HORÁRIO

LEMA

CELEBRAÇÃO

BÊNÇÃO

COMUNIDADES ENVOLVIDAS

06/01/2013

 

 

 

 

 

07/01/2013

 

 

 

 

 

08/01//2013

 

 

 

 

 

09/01/2013

 

 

 

 

 

10/01/2013

 

 

 

 

 

11/01/2013

 

 

 

 

 

12/01/2013

 

 

 

 

 

13/01/2013



 

 

 

Ø     Liturgia

Cada celebração obedecerá a liturgia do dia, podendo inserir dicas de celebração e oração contidas no livro “Oitavário da Epifania – Orações”, também é necessário destacar a realidade da comunidade, valorizando seus trabalhos, suas pastorais e as pessoas que freqüentam e participam das celebrações, cada qual no seu estilo, visando o mesmo objetivo: adorar o Deus feito homem.

É importante explicar para a comunidade porque fazer o Oitavário. Quem foi São Vicente Pallotti. O que é uma comunidade palotina e principalmente que somos paróquias palotinas. É importante que todos identifiquem e conheçam a congregação palotina.

No mais o CLC (Conselho Local de Coordenação) e os grupos da UAC (União do Apostolado Católico) estão a disposição para ajudar, orientar e apoiar a preparação das liturgias de cada dia do oitavário. Lembrem-se de divulgar na comunidade não só a celebração de responsabilidade de vocês, mas todo o oitavário, e conhecerem as características das comunidades de todas as paroquias.

Ø     Lembretes importantes

Ø  O Oitavario da Epifania é uma festa de todos os povos. Para bem celebrarmos este próximo sugerimos alguns cantos. Lembramos que são apenas sugestões e podem ser escolhidos outros de acordo com a liturgia e o tema.

Ø  Sugerimos alguns cantos de Adoração e criar clima de celebração a fim de serem utilizados para preparar a assembleia para a celebração e para momentos de adoração ao Menino Jesus que nasceu.

Ø  As sugestões dos cantos são do livro Cantemos Irmãos – 2010 e seguem a numeração correspondente.

Ø     Sugestão de cantos

ADORAÇÃO E CLIMA DE CELEBRAÇÃO

291 – 484 – 513 – 515 – 516 – 584 – 594 – 595 – 596 – 597 – 598.

 

ENTRADA

4 – 5 – 9 – 12 – 17 – 27 – 279 – 295 – 510.

 

ATO PENITENCIAL

28 – 34 – 39 – 41 – 42 – 44 – 46.

 

GLÓRIA

49 – 51 – 52 – 56 – 62 – 68 – 299 – 586(3).

 

ENTRADA DA PALAVRA

93 – 96 – 97 – 100 – 101 – 113 – 114 – 116 – 118 – 121.

 

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

89 – 91 – 92 – 94 – 102 – 105 – 119 – 122 – 297.

 

APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS

130 – 134 – 140 – 144 – 150 – 151 – 153 – 157 – 158 – 160 – 163 – 165 – 170 – 171 – 174 – 175 – 176.

 

SANTO

182 – 183 – 185 – 186 – 187 – 189 – 193 – 195.

 

PAZ

200 – 202 – 203 – 204 – 207 – 208 – 209.

 

CORDEIRO

210 – 211 – 217 -218 – 219.

 

COMUNHÃO

220 – 222 – 223 – 224 – 226 – 229 – 230 – 231 – 234 – 237 – 239 – 242 – 243 – 249 – 253 – 255 – 260 – 586(7).

 

FINAL

361 – 367 – 370 – 371 – 374 – 383 – 384 – 388 – 395 – 398 – 399 – 500 – 534 – 537 – 544 – 586(8).

 

OUTROS

69 – 77 – 79 – 275 – 276 – 277 – 278 – 302 – 454 – 565 - 583.



[1] Apostila ISEP 2006. Pe. Jadir Zaro.

[2] Revista Rainha on line: http://www.pallotti.com.br/theme.php?id=556&show=ok&PHPSESSIONID=383b0139654e28aab8195c821e1485e8