Paróquia Santa Rita de Cássia recebe a Visita da Imagem de Nossa Senhora da Abadia 

Neste domingo, 15 de outubro/2017, às 18:30h, o bispo auxiliar de Campo Grande, dom Mariano Danecki, presidiu a Celebração Eucarística na Igreja Matriz Santa Rita de Cássia e concelebrada pelo Pe. Sérgio Coldebella.  A comunidade Santa Rita recebeu com alegria a imagem de Nossa Senhora da Abadia, em decorrência ao XV Congresso Regional do ECC em 2018, a Arquidiocese de Campo Grande está promovendo a peregrinação da imagem de Nossa Senhora da Abadia. A imagem estará em nossa paróquia durante os dias 15 à 22 de outubro, visitando todas as 11 (onze) comunidades da paróquia Santa Rita de Cássia. 

A Igreja em Festa: No dia de hoje (15/10/17) o Brasil tem 30 novos Santos: Papa canoniza mártires de Cunhaú e Uruaçu – A Igreja tem 35 novos Santos, e entre eles, 30 brasileiros. Em cerimônia presidida pelo Papa Francisco na manhã deste domingo (15/10/17) na Praça São Pedro, foram canonizados os mártires de Cunhaú e Uruaçu, os Protomártires do México – considerados os primeiros mártires do continente americano - além do sacerdote espanhol Faustino Míguez, fundador do Instituto Calasanzio, Filhas da Divina Pastora, e do Frade Menor Capuchinho italiano Angelo d’Acri.

Reflexão: Na Liturgia da Palavra, tanto a leitura do Antigo Testamento quanto o Evangelho se amparam na figura de um banquete, de uma festividade celebrada com alimentos. O profeta Isaías lembra o capítulo 21 do Apocalipse. A exemplo das festas de Israel, comemoradas com uma refeição ritual, o profeta lembra que Deus oferecerá, no alto de uma montanha, um banquete a seu povo. Liberto da desonra, o povo responderá com confiança e alegria. O Evangelho de São Mateus apresenta uma parábola, desenhando uma cena próxima à vida do povo judeu. O cenário em que se desenrola a narrativa é um banquete nupcial. Entretanto, os convidados não comparecem. Alguns, indiferentes ao convite formulado, permanecem em suas atividades corriqueiras, quer no campo, quer nos negócios. Outros, sentindo-se inconformados, recorrem à violência e matam os portadores do convite. O rei, ao constatar que seus convidados não eram dignos da festa, estende o convite a outras pessoas. Entre os presentes, um não estava adequadamente preparado e por isso foi expulso. A narrativa conclui com uma frase extremamente forte: “Muitos são os chamados e poucos os escolhidos”.

 Fotos: João Batista/PASCOM/SANTA RITA