Histório das Romarias Palotinas de Campo Grande a partir dos anos 90 

 TEMAS DAS ROMARIAS PALOTINAS DE CAMPO GRANDE

 

2015 - FAZEI TUDO O QUE ELE VOS DISSER - 25 ANOS DE ROMARIA COM A MÃE APARECIDA

2014 - MÃE APARECIDA, LIBERTA-NOS DO TRÁFICO E ESCRAVIDÃO HUMANA

2013 - MÃE APARECIDA, ENSINA-NOS A VIVER A FÉ

2012 - COM A MÃE APARECIDA, CELEBRAMOS VIDA E SAÚDE

2011 - MÃE APARECIDA AJUDA-NOS A RECRIAR O AMBIENTE DA VIDA.

2010 - MÃE APARECIDA, MODELO DE VOCAÇÃO, PARTILHA E VIDA

2009 - MÃE APARECIDA AJUDE-NOS A CONSTRUIR JUSTIÇA E PAZ

2008 - COM MARIA, ESCOLHEMOS A VIDA”.

2007 - COM MARIA SOMOS DISCÍPULOS E MISSIONÁRIOS NESTE CHÃO

2006 - MARIA NOS CONDUZ PARA AS MISSÕES

2005 - COM MARIA CONSTRUINDO A PAZ

2004 - MARIA COM JESUS SACIA A SEDE DO POVO

2003 - COM MARIA AVANCEMOS PARA ÁGUAS MAIS PROFUNDAS

2002 - COM MARIA CAMINHAMOS RUMO A TERRA SEM MALES

2001 - MARIA, A PRIMEIRA CRISTÃ, NOS ENSINA A SER IGREJA NO NOVO MILÊNIO

2000 - MARIA: DOIS MIL ANOS DO AMOR DE MÃE

1999 - MARIA MODELO DE AMOR CATECQESE E AS MISSÕES

1998 - MARIA MODELO DE ESPERANÇA PELA FORÇA DO ESPÍRITO SANTO

1997 - MARIA MODELO DE FÉ

1996 - A SENHORA APARECIDA NOS 200 ANOS DE PALLOTTI

1995 - MARIA CAMINHA COM OS EXCLUÍDOS

1994 - MARIA MÃE DA FAMÍLIA E MISSIONÁRIA DA ESPERANÇA

1993 - MARIA EVANGELIZADORA: UNE E FORTALECE

1992 - MARIA CAMINHO ABERTO PARA A JUVENTUDE

1991 - MARIA, MULHER JOVEM TRABALHADORA.

1990 A 2015

Padres palotinos que participaram das Romarias nesses 25 anos 


1.      Pe. Ailton Joaquim Oliveira, SAC

2.      Pe. Antônio Ferreira Rodrigues, SAC (Tonico)

3.      Pe. Arlindo Schneider, SAC

4.      Pe. Augusto Martins de Barros, SAC

5.      Pe. Celestino Ceretta, SAC

6.      Pe. Clarindo Redin, SAC

7.      Pe. Claudemir R. Lima, SAC

8.      Pe. Dionísio Francisco Costa, SAC (in memória)

9.      Pe. Edgar Xavier Ertl, SAC

10.  Pe. Eriberto Schwamback, SAC

11.  Pe. Felix Pillon, SAC (in memória)

12.  Pe. Gilberto Dari Mattje SAC

13.  Pe. Jadir Zaro, SAC

14.  Pe. João Evangelista Sobrinho, SAC

15.  Pe. Jocerlei José Tavares, SAC

16.  Pe. José Battisti, SAC

17.  Pe. Laurindo Zeni, SAC

18.  Pe. Lédio Bergamaski, SAC

19.  Pe. Manoel Pierri Primo, SAC

20.  Pe. Mario C. do Amaral, SAC

21.  Pe. Mércio José Cauduro, SAC

22.  Pe. Milton Both, SAC

23.  Pe. Milton Munaro, SAC

24.  Pe. Moacir José Piovesan, SAC

25.  Pe. Nelson Taffarel, SAC

26.  Pe. Pedrinho G. Secretti, SAC

27.  Pe. Pedro Pereira, SAC

28.  Pe. Senito Durigon, SAC (in memória)

29.  Pe. Sérgio Luiz Coldebella, SAC

30.  Pe. Valmor Trindade da Cruz, SAC

31.  Pe. Vitor Pasa, SAC

32.  Pe. Vitório Mário Mazutti, SAC 

 1990 A 2015

Irmãs que participaram das Romarias nesses 25 anos 

1990 A 2015

 

Irmãs pastorinhas

Elas chegaram oficialmente em Campo Grande (MS), no Bairro Universitário no dia 17 de fevereiro de 1985 

1.    Ir. Albina Bosio

2.    Ir. Antonia Brustolin

3.    Ir. Carolina Spigolon

4.    Ir. Edwige Bortolotto

5.    Ir. Flora Roman

6.    Ir.  Ilda Conte

7.    Ir. Inês Postal

8.    Ir. Inezita Antunes

9.    Ir. Marlene de Souza

10.    Ir. Marta Razera

11.    Ir. Olma Rotava

12.    Ir. Raquel Mariano

13.    Ir. Rejane Deluchi

14.    Ir. Renta Dalle Laste

15.    Ir. Salete Besen

16.    Ir. Salete Krosh

17.    Ir. Selma Antunes

18.    Ir. Soeli Branco

19.    Ir. Terezinha Carvalho

20.    Ir. Vanda Terezinha Bisato

 

Irmãs palotinas

Elas chegaram em Campo Grande (MS), no dia 11 de fevereiro de 1993 

1.    Ir. Adelina Del .S. Luna – 2003-2004

2.    Ir. Carmelina Vitória Chiapinotto - 1996 -2006

3.    Ir. Claudência Trentin- 1993-2000

4.    Ir. Claudinéia Faustino Moreira – 2012-2015

5.    Ir. Josefina Soldati - 2005-2015

6.    Ir. Judite Cancian (in memória) - 1998

7.    Ir. Leonilda Brugnera – 2005-2006

8.    Ir. Marinês Pivatto- 1999-2001

9.    Ir. Marlei Minetto (in memória)2001-2004

10.    Ir. Paula Nardi – 1999- 2004

11.    Ir. Rosalina Borin (in memória) 1996,- 2005

12.    Ir. Rosane Piccin – 2009-2010

13.    Ir. Salete Maristella Cargnin - 1993-1999

14.    Ir. Tecla Picinin - (in memória) – 1993-1997

15.    Ir. Amélia Maria Lauxem – 2006-2011

16.    Ir. Conceição Silveira da Maia - 2006

17.    Ir. Darcy Anna Paganottom – 2006-2008

18.     Ir. Jandira Margarida Zanella - 2012

19.    Ir. Margarida Nonato da Silva – 2007-2015

20.     Ir. Therezinha Cazunato – 2012-2014

 

Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeu – Scalabrinianas

Elas chegaram na Paróquia São Judas Tadeu em 29 de setembro de 1990 

1.        Ir. Adelina Lora

2.        Ir. Ana Maria Delazeri

3.        Ir. Ana Paula Ferreira da Rocha

4.        Ir. Danila Ferronatto

5.        Ir. Dinair Pereira Xavier

6.        Ir. Edilene Pereira da Silva

7.        Ir. Gema Vicensi

8.        Ir. Glória Dal Pozzo

9.        Ir. Jandira Bambina Dametto

10.    Ir. Jane Fontana

11.    Ir. Lediomara Francisca de Souza

12.    Ir. Marcolina de Lucca

13.    Ir. Maria de Ramos Guimarães

14.    Ir. Maria Divina Fernandes de Oliveira

15.    Ir. Maria Ozânia da Silva

16.    Ir. Maria Tonello

17.    Ir. Noeli Meneghini

18.    Ir. Osani Benedita da Silva

19.    Ir. Rosa Maria Zanchin

20.    Ir. Rosane Costa Rosa

21.    Ir. Valdiza dos Santos  Carvalho

22.    Ir. Zita Morandi

 

Uma composição especial para os 25 Anos de Romaria

Ramão Taboca 


1ª (1991)

Lá vem o povo a caminho

Com Maria mulher jovem trabalhadora

Romeiros nunca estão sozinhos

Em comunidades com a mãe evangelizadora. 

2ª (1992)

Desde cedo a caminho com fé e saúde

Vejo a igreja viva de zero ano aos oitenta

Maria caminho aberto para a juventude

Sob seu manto sagrado qualquer tempo enfrenta.


3ª (1993)

Maria evangelizadora nos une e fortalece

Reconhecendo tantas graças estamos em Romaria 

Mãezinha do céu leve ao teu filho nossas preces 

Esteja sempre conosco nos conduzindo Santa Maria. 

4ª (1994)

Missionária da esperança Maria mãe das famílias

Família geradora de um novo povo, povo de Deus

Estrela da evangelização o seu amor é luz que brilha Sagrada

 família que há muitos caminhos percorreu.

5ª (1995)

Maria caminha com os excluídos

Os excluídos conscientes caminham com Maria

E a vida tem mais graça rezar e lutar faz sentido Renovamos

nossas esperanças a cada Romaria. 

6ª (1996)

A Senhora Aparecida nos 200 anos de Pallotti

Porque Maria é mãe das Santas e dos Santos Devotos

 todos, são protegidos e são mais fortes

Seguros e confiantes estamos sob o seu manto. 

7ª (1997)

Divina, Maria é nossa mãe modelo de nossa fé

Ensina-nos na dúvida o próprio Deus questionar 

Dizer sim, e ir até os que necessitam mesmo a pé

 Ajudar o tempo necessário só depois para casa voltar.


8ª (1998)

Maria modelo de esperança pela força do Espirito Santo

Força que alavanca ânimo, na construção de dias melhores 

Por isso assim celebra a multidão, vinda a pé de todo canto

 A certeza do céu definitivo em romarias cada vez maiores. 

9ª (1999)

Maria modelo de amor à catequese e as missões

São as famílias das comunidades sendo evangelizadas 

E com isso a eficiência da catequese que traz conversões 

É a mãe visitando seus filhos/as por estes sendo venerada.


10ª (2000)

Maria: dois mil anos do amor de mãe sempre presente

Dentro das realidades onde há um filho/a que reza 

Manifestando seu amor divino em todos os continentes 

Missão que nunca termina o amor de Jesus conserva. 

11ª (2001)

Maria, a primeira cristã, nos ensina a ser igreja no novo milênio

Vem nos auxiliar a crer nos ensinamentos de Jesus, vida eterna 

Nada de aceitar o fim de mundo dos homens, mas o nosso prêmio

 Um novo século conosco a mãe inaugura com sua presença materna. 


12ª (2002)

Com Maria caminhamos rumo a terra sem males

Onde há vida prometida por seu filho Jesus, vida abundante

Para todos os povos filhos concebidos em fértil e santo ventre

 Sob seu manto sagrado seguros esperançosos vamos avante. 

13ª (2003)

Com Maria avancemos para águas mais profundas

Em obediência a Palavra de Deus e recordando o Rio Parnaíba

Seguros com sua companhia nossa embarcação não afunda

Na dura realidade sob o manto sagrado da Senhora Aparecida.

 

14ª (2004)

Maria com Jesus sacia a sede do povo de Deus a caminho

Sede de paz, sede de justiça, sede de água viva, de vida plena 

Mulher eis aí a multidão dos teus filhos e filhas desde cedinho 

Jesus nos dá água viva neste céu aqui mesmo nesta vida terrena.

 

15ª (2005)

Com Maria construindo a paz, Maria mãe de todas as comunidades

Confiantes todos nós teus filhos caminhamos como uma só família

 Sem utopia, mas com a certeza que sendo igreja temos felicidade

 Vencendo contigo tantos desafios a vitória em nossos olhos brilha. 

16ª (2006)

Maria nos conduz para as missões, assim como Jesus seus discípulos

Maria foi em missão a casa de Isabel, os discípulos a diferentes lugares 

Diante da necessidade de evangelizar hoje é missão nossa teus filhos 

Como lideranças devotos e devotas acompanhar-te na visita a muitos lares. 

17ª (2007)

Com Maria somos discípulos e missionários neste chão abençoado

Aqui vivemos nossas preocupações, mas também nossas alegrias

 Tem horas que nos sentimos frágeis, mas sob seu manto sagrado 

 Prosseguimos a nossa missão porque somos filhos e filhas de Maria. 

18ª (2008)

Com Maria, escolhemos a vida, defender em especial a vida do povo

Como igreja promover nas comunidades da concepção a morte natural 

E a mãezinha do céu sabedora das necessidades da família vai conosco 

A inocência das crianças a experiência da melhor idade é vida Fraternal. 

19ª (2009)

Mãe Aparecida ajude-nos a construir justiça e paz, fé e fraternidade

Em todas as nossas paróquias promover através de debates e da oração

Atingir o máximo das nossas famílias suscitar esperança nas comunidades 

Maria, mãe que nos ampara nesta incessante caminhada nesta construção.

 

 20ª (2010)

Mãe Aparecida, modelo de vocação, partilha e vida ensina-nos servir a Deus

Em nossas comunidades através das famílias e de pessoas de boa vontade

 Ver, julgar, agir e colaborar por uma economia a serviço da vida dos filhos seus

A partir do esforço conjunto pelo bem comum em vista de uma nova sociedade. 

 21ª (2011)

Mãe Aparecida ajuda-nos a recriar o ambiente da vida em nosso planeta

 Contribuir para a conscientização cristã nos grupos de reflexão das comunidades

Esclarecer sobre a gravidade do aquecimento global climáticas é nossa meta

Assumimos publicamente na Romaria que queremos a vida vivida de verdade. 

 22ª (2012)

Com a mãe Aparecida, celebramos vida e saúde da nossa população

Que a saúde se difunda sobre a terra a partir do nosso compromisso

Com Maria da paz, como igreja vivamos incessantemente em missão

 Pela Palavra de Deus descobrir mecanismo nos colocando a serviço. 

23ª (2013)

Mãe Aparecida, ensina-nos a viver a fé em nossas comunidades

Fraternidade e Juventude “Eis me aqui, envia-me” por teus caminhos 

Envia-nos filhos e filhas de Maria para que sejamos luz nas realidades 

A tantos que necessitam provar o sal que dá gosto, a graça, o carinho. 

24ª (2014)

Fraternidade, Mãe Aparecida, liberta-nos do tráfico e escravidão humana

É para a liberdade que Cristo nos libertou pela sua Santa Cruz Redentora

Façamos a Romaria da conversão dos opressores que a sociedade detona 

Estejamos envolvidos na reflexão que dá encorajamento e fé libertadora.

 

 25ª (2015)

Com a nossa Mãe Aparecida famílias devotas saem pelas ruas e avenidas

 Pela vocação, desafios e missão para celebrarmos os 25 anos de Romaria 

Nesses 25 anos a mãe nos ensinou “Fazei tudo que Ele vos disser” decidida

Como igreja na sociedade, viemos para servir compreender o SIM de Maria.

Ramão Taboca

Paróquia Santa Rita de Cássia

 

 Presenciei uma multidão incontável de povo, de presença e de fé. Eram tantas as pessoas que comovia e deixava os olhos umedecidos”  

Duas participações às Romarias a Nossa Senhora Aparecida, em Campo Grande/MS, me foram significativas e marcaram minha vida de fé, no exercício de meu ministério sacerdotal.

No dia 12 de outubro de 1999, à época, fui Administrador da Paróquia Santa Rita de Cássia. Foram 6 meses de serviços apostólicos nessa comunidade cristã e católica. Logo que cheguei à paróquia (1º de agosto de 1999), começaram as grandes reuniões em vista da Romaria das Paróquias Palotinas de Campo Grande.

Para mim tudo era novidade. Aos poucos, porém, fui entendendo o espírito e objetivo dessa caminhada mariana: todos os serviços e ministérios eram distribuídos às comunidades. Todos estavam envolvidos com a Romaria. Sempre apreciei romarias e procissões, assim, logo notei que teria eu uma oportunidade ímpar agora. Era chegado o dia. Minhas expectativas aumentaram. Assim, muito cedo, diante da Igreja Matriz da Santa Rita, aguardávamos a chegada das comunidades, todas vindas com carro de som. Alguém fazia as motivações, outros entoavam as canções, havia aquelas pessoas que rezam a primeira parte do terço..., a animação e a participação do povo era grande. Todos cantavam: “Em procissão em romaria romeiro rumo para a casa de Maria. Em procissão, feliz da vida, romeiro Vai buscar a paz de Aparecida”.

Reunidos em frente à Igreja, partimos rumo à Casa de Formação. Havia um mar de gente, de fiéis, povo de fé, de comunidades, famílias inteiras, jovens, crianças. Numa altura da procissão, aconteceu um segundo “encontrão”. Eram os fiéis das paróquias São Judas Tadeu e do Divino Espírito Santo. Agora, sim, um oceano de povo mariano. 

Formada a grande romaria das comunidades, deu-se, tão logo, a continuidade da celebração a partir dos textos bíblicos. Meus coirmãos deram-me a presidência da Celebração da Romaria. “Quem chega, preside-a, me disseram”. Aceitei o convite com alegria. Celebrei-a com satisfação pela beleza da participação das comunidades. Havia criatividade litúrgica, coreografias de profundos significados, uma equipe de cantos que nos ajudavam a rezar e a contemplar o amor de Maria e Jesus seu Filho. Os cantos, a liturgia, a alegria nos conduziam à Festa de Casamento, em Caná. Esse foi o Evangelho proclamado e meditado.

Depois da celebração, grande parte dos peregrinos permaneceu nas dependências do Centro de Formação para o almoço. Era uma grande confraternização de pessoas felizes pelo evento, pelo dia de sol, pela sombra, enfim, pelo todo da Romaria exitosa em todos os sentidos.

Minha segunda participação na Romaria das Comunidades Palotinas foi no dia 12 de outubro de 2012. Meus coirmãos palotinos me convidaram para presidir a Eucaristia da Romaria. Prontamente respondi que sim. Presenciei uma multidão incontável de povo, de presença e de fé.

Eram tantas as pessoas que comovia e deixava os olhos umedecidos.

Enfim, o que posso descrever é a gratidão pelas duas oportunidades a mim proporcionadas para participar desse Evento Mariano e Palotino. Sou grato a Deus pela vida de Nossa Senhora, no Brasil e em Campo Grande, como Mãe de Aparecida, a Mãe de Jesus, a Mãe da Igreja, a Mãe de tantas pessoas que buscam na sua intercessão alcançar as graças de salvação presenteadas por seu Filho, Jesus de Nazaré.

Que a Mãe de Jesus derrame muita graça em beneficio do Povo de Deus das 4 paróquias Palotina, em Campo Grande. Maria, faremos tudo o que teu Filho nos disser! 

Padre Edgar Xavier Ertl SAC

Santa Maria/RS