Paróquia Santa Rita de Cássia - Campo Grande-MS.

Homilia, na íntegra, despedida do Pároco da Paróquia Santa Rita de Cássia Pe. João Evangelista Sobrinho

Campo Grande-MS., 25 de janeiro de 1997 

Queridos Irmãos, Irmãs e Amigos...

Hoje somos convidados a olhar para o nosso passado e refletir a pequena história que Deus nos confiou e sua edificação;

Acredito que nessa caminhada recebemos de Deus uma missão: e esta sempre foi a minha maior preocupação nesses anos em que juntos trabalhamos. Edificar Santa Rita de Cássia como paróquia; tornando-a independente, caminhando com as próprias pernas e construindo a sua historia. Vejo que este primeiro objetivo da missão conseguimos realizá-lo.

Hoje percebo o bom crescimento das Comunidades, onde cada uma na sua realidade vai construindo a sua própria história, ao lado das lideranças que conscientes da sua missão, e sem a dependência do Padre, cada um tem procurado viver da melhor maneira o Dom do seu Batismo tornando-se assim, protagonistas do tempo de Deus na vida das Comunidades.

Este caminho nos custou muita dedicação, paciência, prudência e acima de tudo, confiança no Leigo, nas suas capacidades e vocação. Por isso, a vocês lideranças, o nosso aplauso e sincero reconhecimento. Com certeza, sem a vossa ativa participação, a Igreja não teria a criatividade de Deus e o sabor da vida do povo.

É verdade que nem sempre fomos presença junto a vossas dificuldades. A missão quase sempre nos prendeu à dimensão física da Paróquia, tomando assim, grande parte do tempo e restringindo-nos à estreita luta da construção do prédio da nova Igreja Matriz, como também de algumas Capelas, mas compreende que esta opção fazia parte do objetivo da nossa Missão.

Acredito que a Igreja do novo Milênio será protagonizada por vocês Leigos. Somente a força imortal do batismo vivido por cada Cristão, terá para o mundo os traços do Cristo Ressuscitado! Nisto, vejo com alegria o sonho do nosso fundador “São Vicente Palloti” se concretizar no tempo, pois, o Espírito de Pentecostes já se faz sentir na ação das mulheres e dos homens, que sem medo, vão se tornando um novo Pedro, um novo Paulo e uma nova Maria, a escrever na própria história, o projeto de Jesus de Nazaré.

Por tudo isso, eu vos digo. Não tenhais medo! Pois a caminhada nos mostrou que nos momentos mais difíceis, o Senhor Deus, foi a nossa força, a nossa luz e a nossa luta. Para que cumpríssemos a missão, ele mesmo esmagou ao pó toda força inimiga que veio nos obstacularizar fazendo-nos ressuscitar a cada batalha com a certeza de que nunca estivemos sozinhos.

Não deixem que as dificuldades da vida vos separe do amor a Cristo, que se manifesta pleno na vida das comunidades. Pois a mulher e o Homem de Deus é  soberanos a toda mesquinhez que a loucura do mundo faz produzir. Por isso, amem a vossa Comunidade como se ama a própria Mãe, ela é o ventre a nos gerar pára Deus, e nos faz viver pela participação ativa e continua ressurreição da vida!

A outra missão que penso ter recebido para cumpri-la junto a vocês, foi a construção da nova Igreja Matriz. Foi sem dúvida, uma árdua tarefa, mas que valeu a pena toda a nossa luta e sacrifício. Por meio desta missão, levamos o nome da nossa Paróquia a ser divulgado, conhecido e respeitado em outras regiões da nossa cidade. Graças a isso, hoje Santa Rita de Cássia não é apenas a Igreja do povo do Bairro Universitário, mas também, de tantos outros fiéis e devotos.

Acredito que esta foi uma etapa muito significativa para toda a Paróquia, os mutirões, as doações e compromissos sociais, levou-nos a conhecer a força da união e da solidariedade. Enquanto as paredes da Nova Igreja iam se levantando foi paulatinamente nascendo uma nova Comunidade com mais consciência de suas possibilidades e grandeza. Parabéns a todos pela luta. Sei que nomear pessoas que acreditam nesse sonho é quase impossível. Pois, homens, mulheres, crianças e jovens não mediram esforços para ver tal propósito concretizado. Sei que desde o governo do Padre Sérgio, o Conselho da época na presidência do Senhor Anísio já havia comprado boa parte das materiais de construção. Mas quero em nome de todos citar uma entre tantas pessoas ilustres dessa Comunidade na pessoa do atual Presidente Senhor José de Barros Laurentino (Ota), que soube nos momentos críticos, ser uma presença de maturidade, sabedoria e equilíbrio. Seu Ota por você e por todos que ousaram sonhar, muito obrigado.        

Sei que os anos se passam e com eles se vão as lembranças, porém, a Comunidade não pode esquecer a sua própria história e aqueles que a construiu. Valorizem as vossas lideranças ajudando-as na caminhada. Pois elas, são os reflexos vivos de que o Batismo amadurecido no compromisso constrói o reino de Deus.

Estamos deixando a Comunidade e a Paróquia. E isto fazemos com tranqüila consciência, não o de dever cumprido, pois tudo o que fazemos para Deus é muito pouco. A minha alegria está na consciência de que os Dons que Deus me deu,  os coloquei  a serviço da Igreja. Ainda em tempo, gostaríamos que juntos recordássemos dos Padres que fizeram historia conosco. O Padre Gentil, o querido Padre Sérgio Coldebela, as Irmãs que por aqui passaram deixando a sua doação de vida e já fazendo parte dessa história o futuro Pároco, o Padre Moacir Piovesam que em breve estará conosco. Rezemos por todos eles.

Acreditando que na minha missão de Padre, Deus concedeu-me mais que o Espírito de São Pedro, deu-me o Espírito de São Paulo, que no seu entusiasmo de fé, era muito rígido, forte, sonhador, terno e chorão. Não pensem que levarei alguma mágoa particular, pois tenho consciência que jamais fui duro com alguém por caprichos pessoais, quando assim me comportei, foi em defesa da Comunidade pois como Pastor esta era a minha missão.

Saibam que estou partindo por livre opção. Sempre sonhei continuar aprofundando os estudos e esta oportunidade chegou. Creio que este é o grande presente que Deus me concede após 8 anos de caminhada. Vou para Belo Horizonte onde vou buscar conhecimento no campo da Espiritualidade. Com certeza muitas vezes voltarei para revê-los. O quanto semeio não sei, mas tenho consciência que no chão de nossas Paróquias Palotinas de Campo Grande, algo ficou. O compromisso do cultivo é vosso e o crescimento, pertence a Deus.

A todas as Pastorais e Movimentos a nossa gratidão e o profundo desejo de que o Senhor vos conceda muito crescimento e que a vossa Fé ajude a construir na Paróquia Santa Rita, uma Igreja sempre mais viva, portadora para Paz e Esperança.

A todos um forte abraço, não qualquer abraço, mas o abraço que brota do coração dos Homens e das Mulheres de Boa Vontade!

Que a nossa amada Santa Rita de Cássia , continue derramando sobre todos vós, as graças e as bênçãos de Deus.

Fraternalmente em Cristo Jesus!

Padre João Evangelista Sobrinho

Pároco da Paróquia Santa Rita de Cássia

Campo Grande, 25 de Janeiro de 1997