PARÓQUIA SANTA RITA DE CÁSSIA CELEBRA A SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO 

Nesta quinta-feira (11/06/20), a Celebração da Solenidade de Corpus Christi na paróquia Santa Rita de Cássia, teve início às 8:00 horas da manhã.

Mesmo em dias de distanciamento social devido as medidas de combate ao coronavírus, pessoas de todas as comunidades da paróquia Santa Rita estiveram presentes na celebração de Corpus Christi, considerada a principal festa eucarística da Igreja.

Os tapetes de serragem, que tradicionalmente abrem caminho para a passagem do Cristo Eucarístico, foram transformados em tapetes de papel construídos pelas famílias da comunidade, de formas e cores diferentes, cartazes com reflexões e frases que ajudam a comunidade a celebrar.

A comunidade Santa Rita recebeu dos fiéis alimentos que serão doados para entidades que realizam a distribuição dos donativos.

A santa missa foi presidida pelo padre Sérgio Coldebella e concelebrada pelo padre Vitório e transmitida pela PASCOM nas redes sociais da paróquia, e no Facebook. 

Após o término da celebração iniciou a tradicional procissão neste ano, um pouco diferente, o Santíssimo Sacramento passou pelos corredores da igreja e os fiéis também acompanharam a passagem do Santíssimo. 

Reflexão... O ser humano necessita do alimento para sustentar a vida; sem comida e sem bebida, a pessoa não sobrevive por muito tempo. Jesus se apresenta no evangelho de hoje como “o pão vivo que desceu do céu”. Ele, Palavra encarnada, conscientiza-nos de que o ser humano não vive somente de pão material, mas necessita também de outro alimento. Comer a carne e beber o sangue dele é inebriar-se de sua mensagem e de suas propostas de vida digna e comprometer-se com a vida concreta das pessoas. Isso significa incorporar Cristo em nossa vida do dia a dia. A oferta de sua carne e seu sangue simboliza a doação total da própria vida. Jesus utilizou o símbolo do pão para mostrar uma realidade mais profunda, além do aspecto físico. É justamente num pedaço de pão que ele quis eternizar-se na Igreja e na humanidade. Ele veio não para dar “coisas”, mas dar-se a si mesmo. O pão oferecido contém sua própria entrega: seu corpo é “corpo entregue”, seu sangue é “sangue derramado”.  (Liturgia Diária-paulus.com.br).  

Fotos: João Batista/PASCOM – SANTA RITA DE CÁSSIA