Paróquia Santa Rita de Cássia - Campo Grande-MS.

Objetivo geral

O objetivo geral dessa campanha será Promover ampla discussão sobre a realidade da [saúde no Brasil] e das políticas públicas da área, para contribuir na qualificação, no fortalecimento e na consolidação do SUS, em vista da melhoria da qualidade dos serviços, do acesso e da vida da população. 
O texto-base da Campanha explicita os seguintes objetivos específicos[4]:
•    Disseminar o conceito de bem-viver e sensibilizar para a prática dos hábitos de vida saudável;
•    Sensibilizar as pessoas para o serviço aos enfermos, o suprimento de suas necessidades e a integração na comunidade;
•    Alertar para a importância da organização da Pastoral da Saúde nas comunidades: criar onde não existe, fortalecer onde está incipiente e dinamizá-la onde ela já existe;
•    Difundir dados sobre a realidade da saúde no Brasil e seus desafios, como sua estreita relação com os aspectos socioculturais de nossa sociedade;
•    Despertar nas comunidades a discussão sobre a realidade da saúde pública, visando a defesa do SUS e a reivindicação de seu justo funcionamento;
•    Qualificar a comunidade para acompanhar as ações da gestão pública e exigir a aplicação dos recursos públicos com transparência, especialmente na saúde.

Explicação do cartaz

O cartaz atualiza o encontro do Bom Samaritano com o doente que necessita de cuidado. A mão do profissional da saúde segurando as mãos da pessoa doente afasta a cultura da morte e visibiliza a acolhida entre irmãos (o próximo). A Igreja como mãe, na sua samaritanidade, aproxima-se e cuida dos doentes, de todos que se encontram à margem do caminho. O profissional de pé, o enfermo sentado, olhos nos olhos, lembra a acolhida e o compromisso do profissional da saúde, gera relação de confiança. A cruz que sustenta e ilumina o sentido do cartaz recorda a salvação que Jesus Cristo nos conquistou. A alegria do encontro recorda aos profissionais da saúde que foram escolhidos para atualizarem a atitude do Bom Samaritano em relação aos enfermos. E, que a saúde se difunda sobre a terra.